25 Mai

Orlandito (PT)

1Realejo

Vamos recordar os tocadores de realejo ou “Orgue de Barbárie”, atracção nos anos vinte nas ruas de Lisboa e de Paris.

Ao “dar à manivela”, o seu mecanismo de origem artesanal reproduz o timbre de vários instrumentos e percussão.  Através do sistema de cartões perfurados são tocados 300 temas inesquecíveis como: Lily Marlene, Sous de Ciel de Paris, Alouette, bem como temas portugueses como Uma Casa Portuguesa, Oh Minha Terra e Esta Vida de Marinheiro.

Estes instrumentos centenários, também representados nos presépios do mestre Machado de Castro como instrumentos do povo, estão disponíveis com dimensões diversas (desde modelos mais pequenos a maiores), sempre construídos e decorados pelos melhores mestres artesãos.

25 Mai

PENICOS DE PRATA (PT)

PENICOSPenicos  de  Prata  surge  na  necessidade  de  valorizar  a  poesia  Portuguesa  sendo  fonte  de  criação  de  uma  estética  musical  refinada  fortemente  ligada  à  música   Tradicional  Portuguesa  em  cruzamentos  com  música  de  câmara.  Este  quarteto  existe  desde  2005  e  desde  então  tem  alegrado  tertúlias  e  concertos,  levando   a  poesia  Portuguesa  de  uma  forma  divertida  a  todos  os  que  se  deixam  envolver  por  estas  duas  artes.

25 Mai

Trio Kilôko (PT)

Trio KilokoO conjunto musical Kilôko toca arranjos de temas de musica italiana, brasileira, de Cabo Verde, Cuba e standard de jazz. Num formato minimalista por vezes foge do tema original e entra num território de improvisação audaciosa

© MÃOZORRA ASSOCIAÇÃO CULTURAL
Visit Us On FacebookVisit Us On Youtube